A Guarda Municipal e a População em Situação de Rua

Foi realizada, na manhã do dia 11/06, a primeira reunião em audiência pública na Câmara dos vereadores, para tratar do tema: A População em Situação de Rua.
O evento contou com a participação de autoridades de diversos ramos do poder público municipal, dando-se destaque para a Guarda Municipal como órgão de segurança do município, bem como a participação dos membros da Sociedade Civil Organizada, das Pastorais, da OAB, do Ministério Público e o próprio Legislativo.
O tema proposto foi amplamente debatido na audiência, com enfoques divergentes sobre a postura da sociedade e a atuação do poder público em relação às pessoas que se encontram em situação de rua, uma vez que as ações atualmente praticadas por organismos da sociedade (igrejas, pastorais, particulares), ocorrem de forma individualizada e não em conjunto com os órgão públicos responsáveis, e essa foi a proposta apresentada pelo Comando da Guarda Municipal, que se façam ações em conjunto (organismos da sociedade e órgãos públicos), no intuito de
centralizar as atividades assistenciais nos órgãos públicos responsáveis, para que seja feito um serviço de atendimento personalizado e qualificado para as pessoas necessitadas, no intuito de minimizar ao máximo a permanência delas
nas ruas.
O Comandante propôs ainda que a atuação da Guarda Municipal também fosse feita de forma assistencial e não repressiva ou ostensiva, para fomentar apoio aos órgãos técnicos responsáveis da municipalidade.
Campos dos Goytacazes, 11 de junho de 2018